28 de dezembro de 2008

>> revelhão

aceitam-se sugestões para um revelhão bem catita em lisboa.

concertos de andré sardet, joão pedro pais e pólo norte estão fora do leque de opções, ok?

romenas farfalhudas também não entram nos meus planos... para já.

obrigado meus pequenos póneis.

26 de dezembro de 2008

>> o meu post de natal

sei que tenho de fazer algo em relação à barba quando o meu primo pré-adolescente pergunta ao meu irmão (que nasceu 7 anos antes de mim) qual de nós é o mais velho.

e sei que é realmente urgente pegar numa gilette quando o meu irmão responde que é um ano mais novo, e o puto acredita.

20 de dezembro de 2008

>> recicloving


you write it with your heart. you destroy it with your hands. and you do it, over and over again.

you're recicloving, and that's just the way it is.

18 de dezembro de 2008

>> look for the swing


lykke li & bon iver - 'dance dance dance'

>> miúdas a jogar pes [um caso real]

- olha, eu fico com os de azul turquesa.
- ok, eu jogo com o equipamento cor de rosa, é mais giro.

[longos minutos depois... um golo]

- golooooooooooooooo! toma!
- cabra!
- mas... se eu marquei, porque é que estou a perder?
- era a tua baliza.

12 de dezembro de 2008

>> červené víno

- bom dia, vocês vão para praga?
- bom dia, vamos sim.
- ah... é que a porta de embarque já fechou há 5 minutos!


e foi assim que a aventura checa começou. um check in atrasado, um embarque fora de horas, uma tripulação lixada e todo um avião cheio de passageiros à nossa espera. nada de novo, quando dois penims viajam numa manhã de domingo.

no avião, eu e o meu primo ficámos em lugares separados, e com sortes diferentes. eu, junto da jana, uma jovem hospedeira checa, licenciada em língua portuguesa, loira, de olhos azuis, sardas e um piercing no nariz. já o meu primo, ficou sentado ao lado de um sósia do bibendum... mas com pelos. azaruxo.

com informações específicas dadas pela jana, chegámos ao hotel num ápice, a tempo de conseguirmos desfrutar o fim de tarde na capital checa.

assim que saímos pela porta giratória do hotel, deparámo-nos com o primeiro coxo checo. no fim da rua mais outro... e depois outro... e outro... e outro... até que perdi a conta da quantidade de mancos que vi em praga.

não sei se a série dr. house chegou à república checa há pouco tempo... ou se o paulo gonzo andou por lá a fazer filhos desalmadamente... mas a verdade é que os coxos estão por todo o lado! ele há todos os géneros de mancos. dos que saltam, dos que arrastam, dos que chutam... enfim, parece que toda a cidade dança a coreografia dos genesis neste videoclip.

outra das possíveis explicações para tamanha quantidade de coxos, é o facto de em praga ser tudo perto. portanto, não há cá deslocações de metro, eléctrico ou autocarro... anda-se! eu não fui excepção, e percorri a cidade de lés a lés caminhando.

o resultado não podia ter sido melhor. vi a cidade inteira em 3 dias, e fiquei numa forma física espectacular.

portanto, a partir de agora, quando se quiserem referir à minha pessoa... chamam-me senhor glúteo se faz favor. boa?

bom fim de semana meus pequenos póneis.

5 de dezembro de 2008

>> dobrý den

ainda em ritmo de turista, e sem muito tempo para estar em frente ao pc, deixo-vos praga através da minha lente. em breve, mostrar-vos-ei a cidade através dos meus olhos.

ponte d. carlos

marionetas

praça da cidade velha

praça da cidade velha

praça da cidade velha

bola de natal com reflexo da catedral de s. vito ao fundo

músico à entrada do castelo de praga

interior da catedral de s.vito

guardas no castelo de praga

praga vista do castelo

29 de novembro de 2008

>> penim.cz

há mais de um ano que não tenho férias... e tão cedo não vou tê-las. no entanto, reuni umas quantas folgas que tinha para gozar, e decidi aproveitar os primeiros feriados de dezembro.

portanto, o que se vai passar nos próximos dias é o seguinte:

domingo a quarta - praga
quarta e quinta - super bock em stock (quem for, manifeste-se!)
sexta e sábado - aceitam-se sugestões
domingo - descanso em casa dos pais (leia-se inércia no sofá ao lado da lareira)
segunda - depressão por voltar ao trabalho no dia seguinte

ora então um até já muito breve meus pequenos póneis. e vão para dentro, que está fresquinho e chovem gatos e cães.

27 de novembro de 2008

>> giro giro...

... era a menina de sardas que eu entrevistei hoje no rossio descobrir este post, e fazer-me uma declaração de amor.

mas realmente espectacular, era os senhores da emel irem trincar prepúcios de rinocerontes.

>> habemus pupu

... o ricardo tinha cócó.

25 de novembro de 2008

>> rec

hoje, fiz uma reportagem numa casa tão desarrumada, que a entrevista teve de ser feita no hall de entrada... correndo o risco de ouvir tudo o que se passasse lá fora.

até aqui tudo bem (ou assim-assim).

o pior foi quando - a meio da gravação - os vizinhos do entrevistado saíram de casa, e depois do estrondo da porta a bater, ouvem-se uns passos, e finalmente uma voz feminina:

- ó ricardo, tu tens cócó?

mal posso esperar pelo visionamento da cassete amanhã. com um pouco de sorte, o microfone apanhou a resposta... e nesse caso poderei divulgar ao mundo, se o ricardo tinha ou não cócó.

o porcalhão.

24 de novembro de 2008

>> a black fly in your chardonnay

hoje consegui sair do trabalho às 15h. não porque fui incrivelmente eficaz... mas porque tive sorte. muita sorte.

e o que é que vem mesmo a calhar quando consegues sair cedo do trabalho?

chuva. muita chuva. daquela que não cai na vertical. cai de ladecos, porque o vento é amiguinho e faz questão de molhar todo o corpo.

espectacular.

20 de novembro de 2008

>> au revoir simone

ela pode ser linda de morrer. elegante mas com sorriso de menina. com olhos redondos e incrivelmente expressivos. descontraída. com sentido de humor. decidida.

ela pode até gostar das bandas que eu gosto, dos filmes que eu gosto, das fotografias que eu gosto, dos sabores que eu gosto e dos aromas que eu gosto.

mas, se ela gostar do anúncio dos três reis magos da tmn, e sorrir uma vez que seja quando ouvir 'sirigaitaiupiupiai'... está tudo estragado.

19 de novembro de 2008

>> the challenge

a pipoca, chatinha que só ela, ameaça transformar-me num ser impotente, caso eu não responda ao desafio que ela me lançou. e como eu ainda quero deixar um vasto (ahahah!) legado de penims espadaúdos, cá vai disto.

[regras: colocar uma foto individual; escolher uma banda/artista de eleição; responder às perguntas com títulos de canções da banda/artista escolhido; e desafiar 4 bloguistas para passarem a outro e não ao mesmo]



a banda - pasmem-se - é radiohead.


1) és homem ou mulher? 'subterranean homesick alien'

2) descreve-te: 'everything in it's right place'

3) o que as pessoas acham de ti? 'paranoid android'

4) como descreves o teu último relacionamento: 'idioteque'

5) descreve o estado actual da tua relação: 'true love waits'

6) onde querias estar agora? 'inside my head'

7) o que pensas a respeito do amor? 'bulletproof... i wish i was'

8) como é a tua vida? 'no surprises'

9) o que pedirias se pudesses ter só um desejo? 'you'

10) escreve uma frase sábia: '2+2=5'



quanto aos quatro felizardos que não foram sorteados aleatoriamente para responder a este desafio, são os seguintes:
- ruca
- lady oh my dog
- misskitsch
- il lato nero


...e pronto. agora vão para dentro, que está fresquinho.

18 de novembro de 2008

>> 18 de novembro de 2008, 19h48

saio de paço de arcos, mais cansado que nunca. as olheiras revelam mais que um simples dia mau, e já nem a desculpa 'odeio as segundas-feiras' resulta. hoje é terça.

com o carro em piloto automático, misturo nos olhos as cores desfocadas de faróis e enfeites, enquanto um único pensamento monopoliza tudo o que se passa na minha cabeça: isto não devia ser assim.

ao entrar na marginal, encosto-me à faixa da direita e deixo-me ir. no rádio, ouço umas palavras perdidas, e por fim... uma música familiar...

Hallelujah - Jeff Buckley

... e de repente, sei que tudo vai melhorar.

17 de novembro de 2008

>> conheci-a há uma semana...

... e já moramos juntos. chama-se cátia, e é um cacto.



[este é obviamente um trocadilho que funciona melhor oralmente. temos pena.]

12 de novembro de 2008

>> takk

o que há de melhor num concerto de sigur rós... é conseguires sentir-te sozinho, mesmo estando entre milhares de pessoas.

apesar de se pronunciarem numa língua que desconheço, eu sei que eles estavam a cantar para mim.

e para ti. e para ti. e para ti...

9 de novembro de 2008

>> leave me here and keep the change

sexta-feira foi, profissionalmente, o pior dia da minha vida.

e depois de um jantar com amigos e uma festa animada, pensava que nada podia prejudicar uma boa noite de sono...

até que o taxista resolve aumentar o volume do rádio, fazendo os pólo norte e os scorpions ecoar pelas ruas de lisboa até chegar a casa.

5 de novembro de 2008

>> route sixty-nine

eram quase 9h da manhã quando saí de lisboa rumo aos arredores de braga para uma reportagem... depois em direcção a paredes de coura para outra... e já estou de volta a casa.

muitos quilómetros depois, a conclusão do dia é esta:

não há nenhum homem que consiga dizer a palavra 'matulão' e manter um ar heterossexual.

4 de novembro de 2008

>> i don't believe in the existence of angels


nick cave and the bad seeds - 'into my arms'

31 de outubro de 2008

>> aceitam-se donativos

4 nov - ladytron @ lux
7 nov - nouvelle vague @ campo pequeno
9 nov - joan as police woman @ c. c. olga cadaval
10 nov - ra ra riot @ santiago alquimista
11 nov - sigur ros @ campo pequeno
13 nov - cut copy @ lux
20 nov - blood red shoes @ santiago alquimista

28 de outubro de 2008

>> i can't win

no fim de um mês particularmente violento, num início de uma semana especialmente difícil, depois de um dia invariavelmente merdoso, numa reportagem realizada incrivelmente tarde, o que é que eu não quero ouvir sair da boca de um entrevistado visivelmente instável emocionalmente?

'vou só ali buscar a minha arma, que faço questão de lhe mostrar.'

epá, mas isso é espectacular. sim senhor, era mesmo o que me apetecia. e já agora, se não se importa, pelo caminho pode trazer um naco do cadáver que escondeu na arca frigorífica. ou então, se preferir, pode ser uma perninha do recém-nascido que está no congelador. mas o que me apetecia mesmo, era folhear aquele álbum que tem com fotografias de todos os crimes que perpetrou. ou então ver aquele vídeo amador que fez num jardim infantil, enquanto se masturbava para cima da plasticina amarela.

mas pronto... como não quero ser garganeiro, fiquemo-nos só pela arma então.

ena, está carregada e tudo. tão bom pá.

23 de outubro de 2008

>> the answer [my friend]

- oh andré, que voz tão anasalada. estás constipado?
- não sherlock... ando a fazer um curso intensivo de imitação do bob dylan.

bob dylan - blowin' in the wind [1963]

20 de outubro de 2008

>> influenza

garganta inflamada: confere.
dores no corpo: também confere.
39º de febre: oh se confere.
clavamox, ben-u-ron e ananase: confere, confere e confere.
quarto a meia-luz: confere sim senhor.
ben folds feat. regina spektor - 'you don't know me': confere pois.



confesso que fiquei desiludido com a ausência da regina spektor no videoclip. mas a música agrada-me bastante. já agora, sabem o que rima com regina?

... madonna.

>> notícia de última hora

fontes próximas revelam que no próximo domingo, responsáveis da tvi estão a pensar não passar 'a máscara de zorro'.

11 de outubro de 2008

>> blue straggler

encontrei uma bola de cotão azul na casa de banho.

das duas uma: ou o tapete novo está a largar pêlo... ou a wanda stuart esteve lá a fazer a depilação genital.

8 de outubro de 2008

>> rabbit in your headlights

uma massagem, um corte de cabelo e um disco novo a girar.

e já não me apetece espancar o mundo inteiro.

só o hemisfério norte.

7 de outubro de 2008

>> climbing up the walls

se consultarem um dicionário ilustrado a fim de descobrirem a definição de 'dia de merda', tenho a certeza que vai aparecer uma foto-reportagem de segunda-feira, 6 de outubro de 2008, na vida de andré penim.

3 de outubro de 2008

>> a glass of wine to pass the time

há músicas que nos definem na perfeição.

[hoje, eu sou aquela ali ao lado direito.]

30 de setembro de 2008

>> statues

atordoado pela velocidade das horas. sedado pelo ritmo. drogado pela insanidade dos horários.

contrariado a cada frase. a cada palavra. e sorri. só porque sim.

foge dos espelhos. foge do confronto. o vampiro da era moderna. sem reflexo. vazio.

esquece-se do que gosta. do que quer. de quem gosta e de quem quer. e não chora, só porque sim.

um momento.

abranda. pára. ponto morto.

um momento.

já não quer acreditar. e não chora, só porque sim.

e sorri, só porque sim.

29 de setembro de 2008

>> they call me mr. nicholas van orton

lembram-se do filme 'o jogo' com o michael douglas? para quem cometeu a proeza de não o ter visto numa das 8763812763 vezes que repete por ano no canal hollywood... vou já arruinar o suspense: no fim, tudo não passa de uma surpresa preparada pelo irmão.

e perguntam-me vocês, meus pequenos póneis... 'oh ser magnânime e dotado de extrema inteligência, porque te lembraste tu desse filme?'

e eu respondo com duas palavrinhas apenas: life paper.

resumindo... life paper é uma forma original de surpreender alguém no aniversário. vocês contactam os rapazitos, e eles tratam de preparar um dia inesquecível para o aniversariante.

como os próprios descrevem no site... 'imagine alguém que num só dia anda de sítio em sítio e que encontra, em cada um deles, pessoas que fazem parte da sua vida... que para chegar a esses sítios tem de desvendar pequenos enigmas e que nalguns deles tem de cumprir missões. tudo isto envolto em muito secretismo, revelado num jantar especial'.

a aventura, custa a módica quantia de 300 euros (a dividir por toda uma manada familiar e amiga pode ficar muito em conta), tem que envolver no mínimo 10 pessoas e é necessário marcar com uma semana de antecedência.

o site destes pequenos póneis fica aqui... e o meu aniversário é no dia 17 de fevereiro. boa?

24 de setembro de 2008

>> só naquela

alguém conhece alguém... que é amigo de alguém... que é primo de alguém... que andou a papar alguém... que traiu alguém... que apanhou herpes genital com alguém... que gostava de fazer origamis com alguém... que dê aulas de saxofone?

daquelas baratinhas. e na grande lisboa.

alguém?


[existe ali ao lado direito um kitsch adress bem catita ao vosso dispor]

>> fruta da época

cheguei a um ponto em que qualquer local de reportagem que fique a menos de 300 km... é perto.

vou só ali a aveiro, até já!

23 de setembro de 2008

>> monday you can fall apart

hoje, entrei no estúdio a assobiar isto.

infelizmente, não me lembrei que estava a decorrer um programa em directo.

provei da forma mais eficaz (e mais estúpida) que fui sincero quando disse na entrevista de trabalho que 'sou um pouco distraído, principalmente às segundas'.

18 de setembro de 2008

>> mr. dfa

este senhor vai estar hoje no lux. e como eu gostava de lá estar também.


[james murphy] lcd soundsystem - 'all my friends'

16 de setembro de 2008

>> rapidinhas em viagem

- a brandi carlile passa 9874593487534985 vezes por dia na rádio;
- os portugueses adoram conduzir a 60 km/h encostados à faixa da esquerda;
- os one republic passam 7235642754237542423754 vezes por dia na rádio;
- os portugueses adoram peidar-se nos wcs das estações de serviço enquanto secam as mãos;
- a música do rui veloso com os perfume passa 236542873462837463289476 vezes por dia na rádio;
- os portugueses adoram tirar macacos do nariz enquanto vão a conduzir a 60 km/h encostados à faixa da esquerda;
- a rádio radar deixa de se ouvir à saída da crel. merda.

11 de setembro de 2008

>> happy birthday

- filho, as velas são para apagar, não são para derrubar.
- oh pai, estava a brincar ao 11 de setembro.

[lembrei-me de fazer este post ontem à noite enquanto programava o despertador. sim, sou uma pessoa doente.]

10 de setembro de 2008

>> big bang

a prova de que estão portugueses envolvidos na criação da famosa 'máquina do big bang', é que esta demorou 10 anos a ser feita, e custou os olhos da cara.

esses mesmo senhores exigiram que, por altura do natal, o túnel circular de 27 km seja trazido para portugal, onde irá servir de molde para a confecção do maior bolo-rei do mundo. recorde esse, que caso não se lembrem, já figura no livro do guiness como um dos grandes feitos portugueses, logo ao lado do maior assador de castanhas do mundo, a maior feijoada do mundo, a maior concentração de pais natal do mundo e o maior pastel de tentúgal do mundo.

caso tenham cometido a proeza de não ter ouvido falar nesta máquina (quase tão comentada como o novo programa da teresa guilherme), é favor consultar este link.

9 de setembro de 2008

>> 33, 45 e 78 rotações

já chegou... e já toca ali na sala.

[obrigado à di, que me mostrou esta preciosidade]

4 de setembro de 2008

>> hoje acordei assim


moloko - 'forever more'

3 de setembro de 2008

>> finding nima

usarem a minha alcunha para um filme é uma coisa... agora usarem-na para dar nome à personagem principal, que só por acaso é uma miúda, é algo completamente diferente!



>> eliminado

pois é meus pequenos póneis, a minha aventura no curto circuito acabou. acabei por não ser seleccionado para a finalíssima.

muito sinceramente, já estava à espera deste desfecho. já me tinham dito que o meu perfil não se enquadrava exactamente naquilo que eles procuravam, e a partir daí mentalizei-me para a eliminação... mesmo sendo eu a pessoa espectacular e mui sensual que todos vocês conhecem.

enfim, obrigado a todos os que me foram apoiando, e juro que vou cumprir a promessa de pagar cacauetes e um pires de tremoços a todos vós.

agora com licença... eu vou para dentro, que está a chover.

31 de agosto de 2008

>> lost in translation

há duas semanas, em trás-os-montes, dormi numa localidade onde as únicas redes de telemóvel disponíveis eram a movistar e a orange... o que fez com que tivesse de pagar roaming dentro do meu próprio país.

no sábado passado, no algarve, dormi num hotel onde apenas um empregado falava português. todos os outros eram alemães.

pelo andar da carruagem, na próxima semana vou jantar numa casa de fados onde os cantores são irlandeses...

26 de agosto de 2008

>> mens sana in corpore sano

uma das vantagens de ser jornalista, é poder penetrar em locais e mundos onde normalmente não conseguiria pôr os pés... e este fim-de-semana voltei a ter esse privilégio.

no sábado, estive em reportagem no algarve, com um grupo de naturistas. frequentei a casa deles, comi à mesa com eles e fui para a praia com eles.

de pipis e pilas ao léu, em nenhuma altura me pressionaram no sentido de me despir. nem precisavam. nunca me senti tão desconfortável por estar em calções e t-shirt.

senti-me mascarado fora do carnaval. senti o peso das roupas. senti o ridículo da vaidade.

mesmo estando em trabalho, o desfecho era inevitável. ir-me embora sem me despir era o mesmo que estar pronto para saltar de pára-quedas e regressar a terra dentro do avião.

pousei o microfone na toalha... e despi-me literalmente de preconceitos.

depois de mergulhar, apercebi-me que para ser naturista é realmente preciso ter tomates. sim, porque sair das águas gélidas de odeceixe, com o badalo à solta e em saldo negativo devido à temperatura, caminhar areia acima por entre inúmeros elementos do sexo oposto sem qualquer tipo de pelosidade (sim, esqueçam o mito das naturistas farfalhudas), e sorrir como se nada fosse... é obra meus pequenos póneis.

oh se é!

20 de agosto de 2008

>> oh fêvera, junta-te aqui à brasa!

cada vez que vou a um festival de música e vejo as filas gigantescas para o wc feminino, dou graças a qualquer entidade superior por me ter dado um pénis, e por poder fazer o chi-chi em qualquer esquina.

na verdade, as mulheres são seres dotados de muita paciência (ok... algumas). para além das filas para as casas-de-banho, ainda têm de aturar fenómenos como a menstruação, a depilação, a gravidez, e principalmente... piropos!

'a tua mãe devia ser uma ostra para parir uma pérola como tu'... 'oh murcona, comia-te o sufixo'... 'só queria que fosses uma pastilha elástica, para te comer o dia todo'... 'usas cuecas tmn? é que tens um cú que é um mimo!'... enfim, quem consegue lidar com bojardas desta índole, é uma verdadeira madre teresa de calcutá! mas em boa.

já alguém... alguma vez... viu uma frase de engate como estas FUNCIONAR?! já alguém facturou graças a uma dica destas?! já alguma de vós, senhoras, se rendeu ao charme de um homem depois de um 'elogio' destes?!

enfim, eu acho que não, mas a verdade é que há quem continue a tentar. eles andam por aí, prontos a soltar uma destas frases de carácter quase poético, mal passe por eles um decote mais generoso, uma saia mais subida, ou mesmo uma anã albina com um furúnculo na nádega direita e um pipi farfalhudo.

cientificamente, estes senhores sofrem da síndrome 'portugal na eurovisão, europeus, mundiais e olímpicos'... vão sempre lá, mas nunca ganham nada.

13 de agosto de 2008

>> apurado!

pois é meus pequenos póneis... passei a primeira eliminatória do casting para apresentador do curto circuito. na segunda fase, somos 15 candidatos, e mais uma vez teremos de apresentar um programa.

a minha vez, é já amanhã (quinta-feira), na companhia da joana dias. portanto já sabem, a partir das 17h quero toda a gente com a tv ligada na sic radical, com o telemóvel a ligar para o 760 207 004 e com a internet conectada no fórum do curto circuito para poderem manifestar o vosso apoio incondicional a este ser espectacular e mui formoso. eu.

até lá meus pequenos.

8 de agosto de 2008

>> walk idiot walk

'Quem chega a Lisboa sozinho de carro vai ter de pagar portagens mais altas do que aqueles que viajam acompanhados. A introdução de portagens diferenciadas nos acessos à cidade que já são taxados é uma das principais medidas propostas num estudo sobre a melhoria da qualidade do ar na região de Lisboa e Vale do Tejo.'
in 'público' de 07.08.2008

já pensaram no problema que vai ser para os esquizofrénicos com múltipla personalidade? pago para ver o fanhoso da cabine 6 das portagens a tentar convencê-los de que estão a viajar sozinhos.

normalmente saio de lisboa todos os fins-de-semana e regresso no domingo à noite. portanto, se isto for mesmo para a frente, já tenho o meu discurso preparado:
- o senhor vai pagar a taxa mais elevada por viajar sozinho.
- então e o cadáver no porta-bagagens não conta?


... só mesmo para ver a reacção.

6 de agosto de 2008

>> chucks

para comemorar 100 anos de existência, a marca converse decidiu lançar um single onde figuram os n.e.r.d., santogold e julian casablancas (the strokes), com a produção a cargo do senhor pharrel... só podia dar bom resultado.


n.e.r.d., santogold and julian casablancas - 'my drive thru'

3 de agosto de 2008

>> too young

há cerca de uma hora atrás vi uma estrela cadente. a maior que já alguma vez vi. parei o carro e segui com o olhar a cauda luminosa que se ia dissolvendo em segundos. dei por mim a pedir um desejo, como fazia em pequeno.

lembro-me perfeitamente de uma noite de verão, há muitos anos atrás, em que vi uma estrela cadente e comentei com o meu irmão. 'pede um desejo' disse ele. não fazia ideia que se podiam pedir desejos às estrelas, e recordo-me que até achei o conceito um bocado parvo... mas fechei os olhos e desejei com muita força.

esse desejo nunca se realizou. assim como muitos outros que se seguiram.

passaram-se anos e nunca mais pensei nisso. nem mesmo ao engolir as passas na noite de passagem de ano.

a verdade é que hoje voltei a fazê-lo. não fechei os olhos, mas desejei muito. será que foi com a força suficiente?


junior boys - 'in the morning'

2 de agosto de 2008

>> he lives

3 semanas de ausência... mil desculpas meus pequenos póneis!

antes que comecem a atirar-me com vegetais podres, avanço já para a minha justificação para tamanha falta de posts.

na verdade, foi todo um conjunto de factores que levou a que a situação chegasse a este ponto. a principal razão, foi o facto de o meu computador ter dado o peido mestre, ou 'the master flat' como se diz em estrangeiro.

como preciso de um pc por diversas razões, apressei-me a sondar o mercado informático, e acabei por comprar um toshiba bem porreirito, a um preço acessível.

sendo eu um total e absoluto tótó no que diz respeito a computadores, para mim este feito foi uma autêntica vitória. e lá saí eu da loja todo pimpão com o pc debaixo do braço, com aquele sorriso à zézé camarinha.

claro... que isto não podia correr bem.

o pc durou 3 dias, e agora está esgotado. e como não fazem vales no valor de 600 euros, agora tenho toda uma resma de vales de 10 e 20 euros para gastar.

concluindo... continuo sem pc.

mas não foi só por esta razão que estive tanto tempo ausente da blogosfera. com o desenrolar da pós-graduação, o ritmo foi aumentando e os trabalhos foram-se acumulando. portanto, esta recta final foi plena de horas extra e noites com muito pouco sono. mas já está... sou um pós-graduado!

por fim, o último factor para a inércia blogueira. pois é... mudei de emprego. fizeram-me uma proposta muito aliciante, e eu como fácil que sou, aceitei.

mais a sério, é um programa diário, num canal diferente, numa produtora maior, com mais oportunidades de crescer, com um ritmo de trabalho incomparável e claro... com um ordenado melhor.

mas atenção... continuo em jogo no casting para o curto circuito!

para concluir, prometo-vos que não vou voltar a estar tanto tempo ausente. até porque tão cedo não vou ter férias... merda.

11 de julho de 2008

>> bulls on parade

saldo do dia de ontem: o concerto de rage against the machine foi coisa de meninos, quando comparado com a manhã que tive na loja do cidadão da avenida da liberdade.

ps - eu juro que vi a dona gertrudes a fazer crowd surfing na fila para pagar o gás.

8 de julho de 2008

>> news from the grave

eu sei que este blogue tem andado a meio-gás, mas a verdade é que estão a acontecer muitas coisas ao mesmo tempo (quase todas elas boas) e não tenho tido tempo para actualizar este cantinho. por outro lado, o meu portátil deu o peido mestre, e não sei quando é que vai voltar das urgências informáticas.

no que diz respeito ao curto circuito, obrigado pelo apoio que me têm dado, e que espero continuar a receber. acho que o programa correu bem, mas já estive a visioná-lo de uma ponta à outra e há muitos aspectos que vou ter que mudar. está tudo registado e assimilado, agora resta-me aguardar pela oportunidade de pôr em prática.

ainda sobre o cc, vou estar esta quinta-feira no festival 'alive!08'. a fazer o quê? pois, boa pergunta. mas aposto que vou estar a efectuar cenas.

mais uma vez desculpem pela falta de conteúdo dos últimos posts. não que os meus posts normalmente tenham conteúdo. quer dizer até têm. um conteúdo muito tótó. mas já é alguma coisa.

enfim, não queria transformar o blogue numa espécie de diário, mas nesta fase não tenho outra opção.

ah, e já ligaram para o 760 207 004? liguem pá. no outro lado da linha está uma senhora com uma voz extremamente doce, e que fala de uma forma muito sensual.

1 de julho de 2008

>> quatro | 4 | iv

senhoras e senhores. rapazes e raparigas. pequenos póneis.

este é o último post que vou fazer antes de apresentar o curto circuito na quinta-feira, portanto faz sentido que vos forneça tudo aquilo que precisam de saber. ora bem, vamos por partes, como o estripador (jack, para os amigos):

- já podem (e devem) votar em mim através do número 760 207 004. o preço da chamada são 0,60€ + iva, ou seja, é menos uma mini que bebem no fim-de-semana. a votação vai decorrer até ao fim do mês, portanto aproveitem todos os telefones que encontrarem para digitar o número mágico;

- eu, o mui digno candidato nº 4 (cujo perfil está disponível aqui), apresento o programa na quinta-feira, às 17h30, na sic radical;

- quem não estiver em frente a uma televisão a essa hora, pode sempre recorrer às novas tecnologias, e ver o programa aqui. quem puder gravar, agradeço que o faça e depois me envie. ficarei eternamente agradecido, e até sou rapazinho para oferecer um pacote de cacauetes;

- podem também fazer comentários no fórum do curto circuito. para lá chegar, basta aceder a http://www.curtocircuito.pt/ e clicar onde diz 'fóruns', mesmo por baixo da fronha do joão manzarra. ao longo do programa, eu e os outros apresentadores vamos ler algumas das mensagens que vão sendo publicadas;

- para finalizar, tenho de agradecer a todos os que têm feito campanha por mim. também vocês vão ter direito a um pacote de cacauetes.

... agora vão para dentro, porque sim.

26 de junho de 2008

>> novidades curto circuito

ora então é assim meus pequenos póneis, para já ainda não sei como é que se vai processar a votação, no entanto já tenho datas que vos posso avançar.

na sexta-feira (dia 27) à tarde, vou estar em directo no programa juntamente com os outros 24 finalistas, para transformar o estúdio do cc num verdadeiro quartel de bombeiros. à noite, o mesmíssimo rebanho estará no loft (sim, eu sei. dispenso comentários. até porque eu também não os posso fazer) na festa da sic radical, a fim de torná-la uma bestial e bem catita festa da mangueira.

na próxima quinta-feira (dia 3), chega a hora da verdade. eu, o espectacular candidato nº 4, estarei a apresentar o programa em directo com um dos já habituais apresentadores. qual o apresentador? qual o tema? a que horas começa? a que horas acaba? quantas páginas tem a lista telefónica da nova zelândia? não percam as respostas a estas e outras questões que vos atormentam num futuro post.

mais tarde, na quinta-feira a seguir (dia 10), eu e parte da manada cc vamos estar no festival 'alive!' a fazer sabe-se lá o quê, com sabe-se lá quem.

e pronto, para já é isto. agora vão para dentro, que está uma poderosa brasa lá fora, e não estou a falar da scarlett johanson.

24 de junho de 2008

>> subterranean homesick alien

no domingo, em casa dos meus pais, descobri um pequeno bloco de notas que remonta ao ano de 2004.

lembro-me perfeitamente do momento em que o comprei. estava na holanda, em erasmus, a poucos dias de voltar para portugal. numa das minhas últimas idas ao supermercado, vi aquele bloco azul, pequenino.

durante quatro meses, partilhei uma residência com outros 74 alunos erasmus. espanhóis, italianos, franceses, ingleses, chineses, alemães, belgas, brasileiros, finlandeses, irlandeses, sul-africanos, húngaros, austríacos, japoneses... you name it.

ali, o conceito de aldeia global tomava proporções nunca estudadas. ali, as fronteiras resumiam-se às escadas que separavam os três andares. ali, as divergências ficavam-se pela loiça na cozinha e o estacionamento das bicicletas.

na minha festa de despedida, deixei o pequeno bloco azul em cima de uma mesa à entrada, e escrevi na capa: i'm going home tomorrow and i don't want to sleep during the flight. please write something here, so i can read it on the air.

ontem, peguei no bloco e reli-o de uma ponta à outra. o que me fez rir durante o vôo há quatro anos atrás, ontem provocou aquele nó na garganta. aquele engolir em seco. aquele acto de morder os lábios. aquele pestanejar mais prolongado.

no fim, um suspiro. e um sorriso. o de sempre.

20 de junho de 2008

>> este blogue é movido a vontade de dormir

agora que o euro 2008 chegou ao fim (para nós), aqui ficam as minhas ilações sobre o mesmo:

- nos 5 minutos de jogo que consegui ver ontem, o nuno gomes marcou um golo. posto isto, acho que vai haver muito boa gente a querer pagar-me um lugar cativo no estádio da luz, mesmo sendo eu do sporting.

- muitos comentaram o facto de o cristiano ronaldo arranjar as sobrancelhas. se isto vira moda na selecção, quem fica a ganhar com 50% de desconto na esteticista é o bosingwa, que tem uma monocelha.

- eu acredito que houve um português que festejou a vitória da alemanha. chama-se sousa martins, e comemorou o facto de não ter de fazer mais 984375394745987435 directos para a tvi sobre a cor do chi-chi do simão sabrosa, ou sobre o pedaço de alface que ficou preso no dente canino do paulo ferreira depois de almoço.

- voltámos a ter crise. bolas.

- não guardem já as bandeiras e cachecóis. vêm aí os jogos olímpicos, e vamos todos torcer pela vanessa fernandes. apesar do cristiano ter sobrancelhas mais cuidadas.

18 de junho de 2008

>> they try to find the milky way

já aqui falei no senhor sebastien tellier. hoje deixo-vos com o single 'divine', o meu mais recente vício.


sebastien tellier - 'divine' (2008)

16 de junho de 2008

>> nina simone

há uma semana atrás, foi assim:

- estou...
- estou sim. andré penim?
- eu mesmo. quem fala?
- daqui fala da produção do programa curto circuito da sic radical. é para te informar que és um dos finalistas do casting para apresentador.
- olha... boa.

portanto, vão-se preparando para votar massivamente. mais tarde, vou chatear-vos de forma bastante exaustiva, extremamente maçadora e habitualmente espectacular.

11 de junho de 2008

>> will you marry me miss leslie?

é já daqui a pouco, na aula magna.


feist - '1234' & 'mushaboom' (paris, 2005)

5 de junho de 2008

>> a well respected man

ao longo dos anos que passei como estudante, nenhuma das minhas turmas foi fértil em homens. eu diria mesmo que devo ter tido uma média de 85% de mulheres nas salas de aula (roam-se de inveja senhores engenheiros). e esta pós-graduação... não é excepção.

e numa pós-graduação onde a imagem televisiva é um dos pontos mais valiosos, o que é que não pode acontecer? acidentes! e nisso meus caros... eu sou perito.

ontem, minutos antes da aula, decidi ir ao wc antes da chegada do professor. deixei o casaco, o famoso caderno e a caneta no café, junto das colegas, e lá fui eu, rumo ao meu chi-chi.

uma vez aliviada a bexiga e recolhida a genitália, encaminhei-me para o lavatório. abri a torneira para lavar as mãos e...

SPLASH!

regra número um das casas-de-banho que visitas pela primeira vez: abrir a torneira muito devagar, não vá a potência do jacto de água ser semelhante à erupção de um vulcão, após três séculos de adormecimento.

não que eu alguma vez tenha assistido à erupção de um vulcão após três séculos de adormecimento, mas até gostava de o fazer. a uma distância segura.

distância segura, era aquela a que eu NÃO estava da torneira, que me encharcou as calças. e onde é que as calças ficaram molhadas? de ladecos, mesmo ali ao lado do tintim direito. era água, pois era. mas numa turma onde todos somos novatos, quem iria acreditar em mim? ninguém, obviamente.

nos instantes que se seguiram, era ver-me de mão no bolso, a tentar chegar ao secador das mãos, e a esfregar as calças a um ritmo tal, que mais parecia a 'aldeia da roupa branca' em fast forward.

é algures neste processo, que olho pela brecha na porta do wc e vejo o professor a passar em direcção à sala. era agora ou nunca.

segui o professor como se fosse uma sombra. de passo certo, como se estivéssemos a marchar, bem coladinhos. como se a fivela do meu cinto estivesse presa na etiqueta das calças dele.

ao chegar ao café, o professor dirigiu-se para a sala, e eu estava agora exposto, abandonado ao improviso. numa fracção de segundos, passei de lado entre duas colegas, mandei uma joelhada na cadeira onde estava o meu casaco, baixei-me para apanhá-lo e levantei-me com o casaco apoiado no meu colo, como quem segura uma pasta.

a mancha estava agora tapada, e eu estava a salvo da humilhação pública. agradeci mentalmente ao são pedro por ainda fazer fins de dia fresquinhos, e me ter feito levar o abençoado casaco. depois, dirigi-me para a sala, onde uma vez sentado, estava completamente fora de perigo.

aleluia irmãos.

4 de junho de 2008

>> 90 bem medidos

os meus 14 anos. o aparelho nos dentes. o cabelo comprido. as levis 501. os primeiros versos escritos em papel. as sangrias. os amigos mais velhos. as noites na praia. as noites na esplanada. as noites de filmes e pipocas em casa da joana. o monopólio em casa do andré. a sueca em casa do miguel. a copa ao castigo em casa do nuno. o bodyboard. o vólei. as miúdas. as paixões. e mais versos escritos no papel.

tudo isto, e muito mais. nesta música.

três tristes tigres - 'zap canal' (1996)

2 de junho de 2008

>> duplo pós

pós-graduação em regime pós-laboral. todos os dias. duração de 2 meses. começou ontem (segunda-feira). tenho para mim que vou fazer duas grandes amigas até agosto. chamam-se olheiras.

no âmbito desta nova etapa, fiz algo que não fazia há muito tempo. parei numa papelaria e comprei um caderno. pautado. formato a5.

lembrei-me do início de todos os anos lectivos, quando decidia ser aplicado e comprava um caderno para cada disciplina. um fenómeno com esperança média de vida de um mês. no resto do ano, o lema era outro: todas as disciplinas, um só caderno. e claro, dezenas de folhas soltas.

mas a verdade é que sempre encontrei o que queria, sem dificuldade. aliás, se houvesse um dicionário ilustrado para expressões cliché, à frase 'sou organizado dentro da minha desorganização' corresponderia a minha foto.

ver também: 'lá vai mais um prego para o caixão' - foto de josé sócrates.
ver também: 'o prazer foi todo meu' - foto de carolina salgado.

recordei também os meus tempos de escola primária, em que a minha professora fumava nas aulas e batia nos alunos com uma régua. até ao dia em que partiu a régua nas costas do luisinho, e passou a usar um guarda-chuva. daqueles resistentes.

lembrei-me também do dia em que essa mesma professora me deu um estaladão com tamanha força, que fiquei despenteado durante duas semanas.

agora tudo é diferente. são os alunos que batem nos professores, e andar despenteado é moda.

já não nos dão o leite-com-chocolate no intervalo grande, nem os (tenebrosos!) comprimidos de flúor. já não temos cadeiras de madeira com 'dá-me um pontapé' escrito nas costas, nem carteiras escritas nas margens com chavões como 'zé ama maria' ou 'quem escrever aqui é rabo'.

já não punha os pés numa sala de aula há mais de dois anos. e confesso, tinha saudades.

29 de maio de 2008

>> memo #1

sei que tenho de aparar a barba quando, ao deitar, ainda me cheira a queijo da tosta que jantei.

>> toca e foge

hoje conheci um paciente de um hospital psiquiátrico. um jovem na casa dos vinte e poucos anos, ou talvez menos.

o rapaz é surdo-mudo, comunica basicamente através de gestos e sons agudos que acentuam o seu estado de espírito.

começou por me pedir um abraço. pedido aceite.
depois pediu-me um cigarro. pedido negado.
logo a seguir pediu-me ganza. pedido negado.
por fim apalpou-me. e foi-se embora.

e pronto, era isto.

27 de maio de 2008

>> með suð í eyrum við spilum endalaust

se o vídeo que se segue fosse uma tasca portuguesa, à porta teria a típica placa de 'há pipis'. pela mesma razão que, qualquer videoclip dos anos 80 protagonizado pelo marco paulo, teria à porta a placa 'há caracóis'.

sigur ros - gobbledigook (2008)

para quem se está a interrogar quanto ao título do post... corresponde ao nome do novo álbum desta magnífica banda islandesa.

24 de maio de 2008

>> finalmente... a faina

eu prometi que o post sobre a minha odisseia no mundo da pesca seria diferente de tudo o que já se viu neste blogue. e como eu gosto de cumprir as minhas promessas... aqui vai.



este vídeo é referente ao primeiro dia de reportagem em alto mar. saímos às 22h da barra de portimão, e regressámos às 7h30 da manhã.

no dia seguinte, fomos para sagres onde saímos da doca às 02h da manhã e regressámos às 18h30. dessa viagem não tenho imagens por duas simples razões que passo a enumerar:
1. enjoei de tal maneira que acho que deixei lá todas as refeições que fiz desde a ceia de natal;
2. enjoei de tal maneira que acho que deixei lá todas as refeições que fiz desde a ceia de natal.

e pronto, tenho que agradecer ao meu colega paulo por me aturar durante aqueles 3 dias e por me ter tirado a foto do capitão iglo. a vocês, peço desculpa pela falta de algumas imagens, mas afinal de contas eu estava lá para um outro tipo de reportagem, e nem sempre havia tempo para fazer estas brincadeiras com a mini-dv.

quanto à qualidade do vídeo, prometo que no próximo (se houver) vou melhorar. agora vão para dentro, que apesar de não estar fresquinho, está a chover.

20 de maio de 2008

>> adriana partimpum

quando eu digo que sou muito parvo e extremamente distraído, algumas pessoas tendem a não acreditar. no entanto, noites como a de hoje comprovam-no categoricamente.

despachada a reunião realizada tarde e a más horas, vi-me obrigado a fazer um contra-relógio até ao coliseu dos recreios, onde certamente a adriana calcanhoto não esperaria por mim para começar a cantar. se lisboa fosse monte carlo e tivesse uma prova de fórmula 1 a percorrer as ruas da cidade, eu era rapazinho para ter a pole-position garantida. e também um book fotográfico nos arquivos dos radares da capital.

enfim. com a sorte descomunal que me é característica para arranjar lugar para estacionar em locais impossíveis, lá consegui chegar ao coliseu a horas decentes.

não se vislumbravam grandes aglomerados de pessoas, e foi com alguma facilidade que cheguei ao balcão para levantar o meu bilhete. já mais descansado, dirigi-me a uma colega que estava em trabalho e depois de uma breve troca de palavras comentei:

- pensei que o coliseu estaria mais composto.
- sim, mas ainda é cedo. o concerto só começa daqui a uma hora.

ponto da situação: hora do concerto -22h / hora de chegada do estúpido - 20h50 / hora do concerto na cabeça do estúpido - 21h / estado do estúpido - sem jantar. com fome.

fiz o meu sorriso de bolso nº 42 e fugi para um café próximo, a fim de inserir qualquer coisa no estômago que já fazia ruídos semelhantes ao de um casal de hipopótamos a procriar.

ver também: elefantes.
ver também: rinocerontes.

não que eu alguma vez tenha ouvido casais de hipopótamos a procriar, mas não consigo imaginar dois hipopótamos a serem meiguinhos e a fazer cafuné durante o coito.

... ok, talvez a popota.

já mais aconchegadinho, lá rumei eu à sala do coliseu, preparado para assistir ao meu primeiro concerto sozinho. logo à minha frente, um casal na casa dos trinta e poucos anos dava beijos que mais pareciam endoscopias. terminada a inspecção ao estômago, o senhor vira-se para o outro lado, dá um beijo na testa de uma senhora mais velha e diz: 'a ti dou com respeito, mãe.'

felizmente, as luzes apagaram-se, o freak show acabou, e a adriana entrou em palco. de havaianas.

a senhora cantou, tocou, interagiu aqui e ali com esporádicas frases curtas, e rapidamente conquistou o público com algumas das suas canções mais famosas. tudo parecia correr bem até que a adriana partimPUM.

passo a explicar: lembram-se do jogo do quarto escuro? foi igual, tirando a parte dos apalpões. à excepção do casal em frente.

pois é, um corte de energia no coliseu.

como é normal nestas situações, todo o staff desapareceu e não havia ninguém para dar satisfações. entre reclamações cá fora, e palminhas lá dentro, passou-se quase meia-hora até que a luz voltou... mas não o som.

a adriana, de boa fé, e sem microfone, cantou mais três músicas para os presentes, que a aplaudiram de pé. mesmo não conseguindo ouvir praticamente nada.

e foi assim, a minha primeira experiência sozinho num concerto, e que vem comprovar que a minha relação com o coliseu começa a tornar-se muito especial. para quem não se recorda ou não leu, é favor consultar este post.

na próxima vez que lá for, prometo avisar aqui com alguma antecedência. garanto-vos que pode ser um espectáculo memorável!

16 de maio de 2008

>> chris christmas rodriguez

há alguns anos, a agência publicitária 'mother' lançou uma campanha em que se propunham a substituir o pai natal através de uma votação.

o candidato? aí está ele... chris christmas rodriguez.


'stuck with unwanted guests this christmas... meet chris christmas rodriguez. vote him to replace santa this year.'



sugiro uma pesquisa pelo youtube, existem cerca de 15 vídeos desta campanha. eu já vi todos, e tenho a certeza que esta música não me vai sair da cabeça durante o fim-de-semana. até segunda!

14 de maio de 2008

>> cores de frida kahlo

quem é que acabou de ganhar um bilhete para o concerto da adriana calcanhoto? quem foi? quem foi?

é já segunda-feira, no coliseu dos recreios.


adriana calcanhoto - 'esquadros'

11 de maio de 2008

>> pardonnez-moi

peço desculpa desde já a todos os que vieram em busca do meu relato dos dois dias na faina. a verdade é que eu tinha preparado umas novidades para esse post, e na ausência dos elementos-surpresa (por motivos que me são totalmente alheios), não consegui publicar o post com a brevidade que desejava.

mas como herdei a teimosia da senhora professora, prometo que assim que conseguir reunir todo o material, vou fazer aquele post extremamente catita e genialmente bestial que vocês aguardam com tamanha ansiedade que fez com que o stock de fraldas para adultos tenha esgotado em todos os centros comerciais na zona da grande lisboa.

posto isto, há um assunto que urge ser comentado neste estaminé. não me refiro às centenas de milhares de mortos na birmânia, nem à corrida nas directas do psd, nem mesmo (pasmem-se!) ao facto da scarlett johanson estar noiva. falo obviamente no acontecimento que marcou a actualidade mundial na semana que passou... o regresso de manuela moura guedes à televisão!

e que regresso meus caros. há muito tempo que não via sketches tão engraçados na televisão portuguesa. gato fedorento? contemporâneos? não... jornal nacional à sexta-feira!

o momento alto deste novo programa de entretenimento no horário nobre da tvi, foi de longe a entrevista da cara de lua cheia ao major valentim loureiro. uma sequência alucinante de barbaridades hilariantes que culminaram em êxtase numa frase que certamente vai marcar para sempre a história da comédia nacional:

'obrigado eu manuela. e deixe-me dizer-lhe que está cada vez mais bonita!'

fantástico pá... até larguei um pinguinho na fralda. sim, eu também comprei.

agora com licença, vou ali para a sala continuar esta saga de programas cómicos. este diz que se chama 'globos de ouro'. abençoadas fraldas.

1 de maio de 2008

>> o penim é fish!

estou de volta a lisboa, depois de um total de 26 horas no mar. sinto-me como se tivesse sido atropelado por um comboio. não que eu conheça alguém que tenha sido atropelado por um comboio e tenha sobrevivido, mas imagino que quem tenha sobrevivido a um atropelamento de um comboio se sinta assim no dia seguinte. e podia escrever um post inteiro sobre vítimas de atropelamentos de comboio e a condição física das mesmas ao acordar do trauma, mas não me apetece.

portanto, para já, deixo-vos com algumas fotos que tirei.





não se deixem enganar. as fotos parecem calmas, mas foram tiradas no regresso das duas viagens, já de dia e com o mar calminho. no próximo post eu conto tudo.

agora se não se importam, vou desmaiar o cadáver ali no sofá. entretanto peço desculpa pelo título deste post. é um trocadilho estúpido, mas alguém tinha de fazê-lo.

27 de abril de 2008

>> capitão iglo

ao contrário de muitos portugueses que regressam hoje do sul, onde foram disfrutar do fim-de-semana prolongado, eu rumo ao algarve amanhã (segunda-feira).

também ao contrário desses portugueses, o meu motivo não é o lazer. não vou andar a laurear a pevide, nem andar de papo para o ar a apanhar escaldões.

posso adiantar-vos que vou voltar uma pessoa completamente diferente. menos parvo? claro que não. mas a experiência que me aguarda vai certamente deixar-me mais homem. não no sentido de vir de lá a conseguir abrir minis com um isqueiro (quando isso acontecer, declaro feriado nacional), mas numa perspectiva de homem mais crescido. não no sentido de vir de lá a conseguir pôr o bruno nogueira debaixo do braço, mas numa perspectiva de homem mais rico. não no sentido de vir de lá a chamar teso ao belmiro de azevedo, mas numa perspectiva de homem mais... bem... acho que já perceberam.

ficam então a saber, que se eu fosse uma personagem de banda desenhada e o meu nome fosse anita, o meu próximo livro teria como título 'anita vai à faina'.

pois é, vou estar em gravações dentro de barcos de pesca até quarta-feira. na madrugada de segunda para terça vou embarcar em portimão, e na madrugada de terça para quarta parto da doca de sagres.

vão ser muitas horas de trabalho, muitas milhas percorridas e - muito provavelmente - muito gregório para chamar. volto para lisboa na noite de quarta-feira, se possível a tempo de ir à muy aguardada e altamente recomendável festa organizada por três meninas que se auto-intitulam de alminhas e que moram aqui.

espero tirar muitas fotos, fazer alguns vídeos e trazer muitas e boas histórias para contar. até lá, vão treinando as piadinhas sobre o cheiro a peixe. já estou preparado!

23 de abril de 2008

>> há dias

há dias de música. há dias de palavras. há dias de amigos. há dias de sofá. há dias cinzentos e há dias verdes. de esperança. há dias de sorrisos, de gestos, de amor e de lágrimas. e há dias.

há dias de gente. há dias de fotos. há dias de festa e até há dias que não chegam a ser dias. há noites. há noites que acabam de dia. e há dias.

há dias de luto. há dias de merda. há dias em que dizemos 'um dia' e outros em que esse dia já foi. e há dias.

há dias, semanas, meses e anos. há vidas. há pessoas. há pessoas e pessoas. e há tempo.

tempo que se gasta. tempo que se esgota. tempo que passa e tempo que tarda. e há tempo.

aproveita-o.



nota - este texto é inspirado num comment que deixei num post da gija.

22 de abril de 2008

>> sasquatch

hoje, enquanto secava o couro cabeludo (sempre sonhei escrever isto), reparei que tinha um intruso na cabeleira (não, não tenho piolhos nem lêndias, quitoso elimina-os totalmente). no meio daquela desordenada floresta castanha, lá estava ele, o meu primeiro cabelo branco.

visivelmente mais forte que os seus companheiros castanhos, o albino destacava-se na multidão, como que a marcar o seu lugar.

no entanto, via-se que se sentia só. embora maior e mais musculado, o albino era nitidamente ostracizado pela comunidade castanha. juntos há 26 anos, 2 meses e alguns dias, os castanhos olhavam com desdém aquele intruso, aquele fenómeno nunca antes visto.

num acto de compaixão, afastei os castanhos e segurei o albino como quem ampara um amigo. depois arranquei-o e mandei-o para a sanita. enquanto se afogava, o albino proferiu as suas últimas palavras, que ecoaram pelas paredes de louça, e ficarão para sempre gravadas na minha memória: 'et tu, brutus?'.

sei que ele vai voltar. sei que vai trazer amigos. e sei que, um dia, os albinos vão vencer os castanhos e conquistar o território.

também sei que a classe feminina nunca me irá atribuir alcunhas como 'george clooney português', ou ' richard gere lusitano'. no entanto, já tenho a minha punch-line: 'sim, tenho cabelos brancos. não te queres sentar ao colo do avô cantigas?'

vai ser um sucesso. not.

>> separados à nascença

à esquerda, o sargento luís gomes. pai adoptivo e detentor da guarda de esmeralda porto. viu hoje adiada a data da entrega da menor ao pai biológico.
à direita, josé couceiro. ex-treinador do fc porto, belenenses e selecção nacional de sub-21. partilha com josé peseiro o lugar cimeiro no ranking das piores prestações como treinador de futebol em portugal.

21 de abril de 2008

>> oh, let it shine

hoje acordei com os anos 60. não sei se fizemos o prazer durante a noite, mas o que é certo é que ainda não tirei o sorriso da cara. e pronto, queria partilhar isto convosco.


the fifth dimension - 'aquarius / let the sunshine in'

já agora, senhor são pedro, veja lá se toma atenção à letra a partir dos 2 min 15 seg. se o inglês não for o seu forte, eu disponibilizo-me para fazer um desenhito. agora agaselhem-se, que está fresquinho.

18 de abril de 2008

>> chovem gatos e cães

tendo em conta que passo os dias na zona do parque das nações, já comprei uns remos para levar amanhã para o trabalho.

entretanto, já estou na lista de espera para fazer um implante de guelras.

agora a sério, acho que se chove mais uma semana, começam a crescer-me membranas interdigitais.

16 de abril de 2008

>> fake plastic trees

sei que estou fora de contexto quando 95% da classe masculina do ginásio está parada a ver um campeonato de halterofilismo na eurosport, e eu estou sozinho na outra ponta da sala a ver o 'top ten' de videoclips de radiohead no vh1.

pelo menos tirei os phones dos ouvidos. já não é mau. certo?

já agora, não concordo nada com a escolha do vh1. se era para escolher os melhores videoclips, então para mim, este seria o nº 1.


radiohead - 'just'

15 de abril de 2008

>> golden avenues


sebastien tellier - 'la ritournelle'

[esta versão foi realizada por ace norton, e é bem melhor que o videoclip oficial]

>> sing along

como escreveram os beatles, life goes on. como cantaria o freddy mercury, the show must go on. e como diz o nosso sérgio godinho, nestes momentos vem-nos à memória uma frase batida: hoje é o primeiro dia do resto da tua vida.

eu sei que são frases-cliché, mas não me ocorre nada que não passe pela música.

um abraço para todos, e muito obrigado pelas palavras e gestos que me aqueceram e confortaram durantes estes dias.

é tempo de pôr em prática as lições da professora.

10 de abril de 2008

>> a última lição da professora

aos 94 anos, foi internada com um enfarte. contra todas as previsões acordou no dia seguinte e declamou para os filhos e netos um poema sobre a vida e a morte. de seguida exigiu que não lhe vestissem de preto no seu funeral, e por fim perguntou o que tinha acontecido no episódio do dia anterior da novela.

no dia seguinte sofreu o segundo enfarte. contrariando e desafiando ainda mais as probabilidades, voltou a acordar e cantou para os filhos e netos 'oh tempo volta pra trás'. por fim, pediu que toda a família fosse visitá-la.

na quinta-feira despedi-me dela pela última vez. dei-lhe um beijo, agarrei-lhe na mão, aguentei as lágrimas e falei-lhe de todos os netos enquanto lhe dizia para não me responder, para não se cansar. teimosa como sempre interrompeu-me e disse:

'vocês saiem todos à avó, são todos lindos. eu quando era nova tinha de fugir dos rapazes, uma mão-cheia deles!'

as lágrimas escorreram-me a face.

não queria que me visses a chorar, juro que não queria avó.

quando já dormias, voltei ao quarto e dei-te o último beijo.

passaste uma vida a ensinar, e na hora da morte lutaste até ao fim. esta foi a tua última lição.


adeus 'Vó.

>> ...

e de repente, todos os meu problemas são insignificantes, todas as minhas ambições são adiadas, todos os meus planos ficam congelados, e uma só frase ecoa na minha cabeça.

'acabei agora de falar com os médicos. eles dizem que já não há nada a fazer. é uma questão de tempo.'

parem os relógios por favor.

8 de abril de 2008

>> orgasmo

MGMT NO ALIVE! 08



ainda por cima no dia de rage against the machine, spiritualized, gogol bordello, cansei de ser sexy, the national, sons of albion, tiga e peaches (dj set). para já - e dificilmente ultrapassável - o melhor dia de todos os festivais deste ano.

nota - este videoclip não é o oficial, but who the fuck cares?

7 de abril de 2008

>> weather report

nunca sei se são os santos que não têm costas e os anjos que não têm sexo, ou vice-versa. de qualquer forma... arrisco:

são pedro, e se fosses brincar com a pilinha?

4 de abril de 2008

>> eat my shorts

enquanto por cá se debate arduamente o episódio 'dá-me o telemóbel!' protagonizado por uma jobem na sala de aula, no outro lado do atlântico a polícia norte-americana descobriu um plano de nove alunos do ensino básico para matar a professora.

os miúdos já tinham tudo bem delineado, agrediam a professora com um pisa-papéis, depois algemavam-na e finalmente esfaqueavam-na. todo o material já estava dentro da escola, e pronto a ser utilizado.

no outro lado do mundo, uma estação de televisão palestiniana transmitiu um programa infantil de marionetas que mostra uma criança a esfaquear george w. bush até à morte.

ora tudo isto deixa-me triste e deprimido. não pela violência em si, mas pelo facto de me sentir velho e ultrapassado. no meu tempo já ficávamos todos excitadinhos porque a vera do 5ºC trazia mini-saia sem collants, ou porque no intervalo grande podíamos ir para trás do pavilhão A dar beijinhos na boca às namoradas, ou ainda porque no episódio do dia anterior do d'artagnan se tinha descoberto que o aramis afinal era uma miúda e havia mesmo quem jurasse a pés-juntos ter visto parte da side-boob do(a) dito(a)-cujo(a). os que sentiram uma erecção nunca mais falaram sobre isso a partir do momento em que o zé afirmou em alto e bom som: 'tiveste tesão? então és gay!'. ter uma erecção ao ver desenhos-animados era perfeitamente normal, ter uma erecção ao ver uma mulher semi-nua com roupas de homem em desenhos-animados já não era. esta era a filosofia do zé, o repetente.

enfim, são sinais do tempo (bom nome para um programa não acham?). enquanto que a minha geração com 10 anos descobria a sua sexualidade, os miúdos de agora descobrem armas. pensem nisto meus caros, analisem os prós e contras (bom nome para um programa não acham?) e deixem as vossas opiniões.

por outro lado, está um calor danado, portanto não pensem muito. divirtam-se nesta sexta à noite (bom nome para um talk-show não acham?) e aproveitem o fim-de-semana da melhor maneira. hoje é caso para dizer... vão pra fora, que está quentinho!

3 de abril de 2008

>> one flew over a cuckoo's nest

mariano gago, ministro da ciência e do ensino superior, afirmou hoje em declarações à rádio renascença que em portugal 'quase não há desemprego entre licenciados'.

pois, realmente um senhor com aqueles óculos e aquele bigode só podia estar metido na droga. ou então aspira a uma carreira de stand-up comediant quando sair do governo.

2 de abril de 2008

>> road runner

tendo em conta a minha alimentação nos últimos dias, o nome deste blogue corre o sério risco de mudar para 'quiche boulevard'.

>> say whoa!

hoje acordei assim...


the b-52's - 'good stuff'

1 de abril de 2008

>> dick tracy

eu sei que é dia 1 de abril, mas aconteceu mesmo. foi ali no corredor, há cerca de 10 minutos.

senhora 'x' - eu não o conheço?
eu - erm... é possível, mas eu não me recordo.
senhora 'x' - você não entrou no programa 'y'?
eu - lamento, está equivocada.
senhora 'x' - ah... deixe lá jovem. estava a confundi-lo com um das caldas.

... e pronto, era isto.

>> true story

a 'N' trabalha o dia inteiro. a 'N' não tem tempo nem paciência para fazer a lida da casa. a 'N' contratou uma empregada. a empregada é casada. o marido leva-a até ao local de trabalho. o marido é taxista. o marido cobra-lhe 5 euros pela deslocação.

foda-se, o amor é lindo.

28 de março de 2008

>> glory box

aparte do concerto memorável, fantástico, sublime e essas coisas todas boas, houve uma série de aspectos que marcaram a noite de ontem no coliseu:

- o rapaz no wc que comentou para um amigo 'pá, eu nem sequer gosto da banda. só vim porque ganhei um bilhete na tmn';
- o senhor no corredor que interrogou a amiga 'como é que se chama a banda mesmo?';
- o calor dentro do coliseu;
- a miúda à minha frente que desmaiou antes da beth gibbons começar a cantar;
- a falta de civismo de muitos fumadores;
- a minha amiga que desmaiou a 4 músicas do fim.

pois é, ouvi a parte final do concerto na enfermaria. e digo-vos, aquilo é um mundo novo! quando eu e o namorado dessa amiga entrámos na enfermaria tudo estava calmo e controlado, mas de um momento para o outro foi a loucura! nós demos o mote a uma verdadeira invasão de pessoas carregadas em ombros ou simplesmente a rastejar.

faço aqui uma vénia às senhoras e senhores enfermeiros que conseguiram superar as adversidades, sempre com boa disposição.

e pronto, quando voltámos ao espaço do concerto propriamente dito, já a beth cantava a última música. fazendo um balanço, perdi 3 músicas, mas felizmente ouvi todas as minhas favoritas.

nota: miúdas com problemas de tensão, não é boa ideia usarem mini-saia e cuequinhas reduzidas quando vão a concertos. eu bem vi o esforço inglório do rapaz que na enfermaria tentava tapar a namorada, inanimada, deitada de cabeça para baixo e de pernas abertas.

27 de março de 2008

>> [P]

é já daqui a pouco :)


portishead - 'strangers' [live in roseland, nyc - 1997]

>> making progress

ao fim de 3 dias enfiado numa sala de montagem a realizar um vídeo encomendado pelo governo, a editora de imagem vira-se para mim e diz... 'penim, tu não jogas com o baralho todo pois não?'

ando a fazer progressos, normalmente demoram cerca de 5 minutos a perceber isso.

23 de março de 2008

>> subtitles

na emissão desta semana do programa 'fama show', orsi fehér entrevistou francis obikwelu.

tenho para mim que nunca a página 888 do teletexto teve tantos utilizadores.

19 de março de 2008

>> o resultado

e quem ganhou o prémio muito catita e extremamente fixolas foi... NINGUÉM!

pois é meus caros, lamento informar-vos que nenhuma das respostas era a correcta. a menina 'bee' ainda andou lá perto, mas pelas razões erradas.

vou deixar-me de rodeios, e revelar aquela que deveria ter sido a vossa resposta caso estivessem realmente interessados em levar para casa o prémio muito catita e extremamente fixolas.

o 'jule do pitróil' gosta de mulheres roliças, entre os 35 e os 50 anos, descomprometidas, com madeixas loiras no cabelo, desinibidas e leitoras da revista maria.

o '10tiny boy' gosta de gajas. ponto. tem 16 anos e não tem capacidade para distinguir características no sexo feminino.

ora bem, e que local reuniu este fim-de-semana milhares de mulheres e miúdas que encaixam nestas duas descrições?

... O CENTRO COMERCIAL VASCO DA GAMA!

as razões?
sábado - concerto de tony carreira
domingo - concerto de tokio hotel

ambos os concertos no pavilhão atlântico. o de sábado pleno de sucesso, e ideal para o júlio atacar em força. o de domingo um verdadeiro fracasso, perfeito para o ruben consolar milhares de pitas prestes a cortar os pulsos.

e pronto, era isto. não era assim tão difícil pois não? paciência, fica para a próxima. agora vão para dentro, que está fresquinho.

17 de março de 2008

>> nice shoes, wanna fuck?

o júlio antunes da silva, mais conhecido por 'jule do pitróil', tem 45 anos, é solteiro, trabalha numa bomba de gasolina e vive com o seu cão 'bolinhas' num T1 .

o ruben valter, mais conhecido por '10tiny boy', tem 16 anos, tem o 6º ano incompleto, usa meias por cima das calças e vive num T2 com a mãe, o padrasto e a meia-irmã, a pequena jessica tristana.

o júlio e o ruben escolheram o mesmo spot de engate este fim-de-semana. um no sábado, outro no domingo. que spot é esse?

quem descobrir o local de que falo tem direito a um prémio muito catita e extremamente fixolas!

nota - para serem consideradas válidas, as respostas têm de ser acompanhadas por uma justificação plausível... ou então completamente tótó.

13 de março de 2008

>> cream... fields

gostas de música?
gostas de festivais?
tens pila?
... então este post é para ti!

as doações de esperma na irlanda baixaram 40% nos últimos anos, e para combater esses valores foi lançada a iniciativa 'the sperm for tickets'.

o conceito da campanha é simples: nós damos o esperma para as reservas irlandesas, eles dão bilhetes para festivais!

os interessados deverão pedir um pack de doação aqui, indicando qual o festival europeu a que desejam assistir.

posto isto, já estou a imaginar os diálogos nos festivais:

- então meu, quanto é que te custou o bilhete para paredes de coura?
- foi barato, só 4 ou 5 calos.

- já não te via há algum tempo, estás mais magro pá!
- pois é, e tenho bilhetes para o sudoeste, super bock super rock, rock in rio, sagres surf fest, paredes de coura, alive...

- epá, aquele gajo não é o maneta que arruma carros lá na rua?
- sim, é mesmo ele.
- o gajo não tem dinheiro para comer sequer... como é que arranjou bilhete para o festival?
- uma amiga dele deu-lhe uma mãozinha.

podia estar aqui horas a fazer diálogos deste género. mas tenho a noção de que iam ficar cada vez mais porcos... como o título do post por exemplo.

12 de março de 2008

>> on your knees

o vaticano revelou novas regras para as missas. uma delas obriga os padres a dar a comunhão na boca e não nas mãos (ao estilo M&M).

perante isto, o padre frederico já se manifestou: 'então e no rabinho?'

11 de março de 2008

>> that tune

o despertador toca aquela música. indiferente à melodia, adio o acordar por mais cinco, dez, quinze minutos.

dou mais uma volta na cama. prolongo o sono. e os sonhos. atribulados, confusos, alucinantes.

acordo mais cansado do que ontem. e que no dia anterior.

arrasto-me no ritual matinal.

moribundo, entro no carro e ligo o rádio. ele toca aquela música.

já não a consigo cantar.

10 de março de 2008

>> tertúlia azul cueca

- estou sim, boa tarde. estou a falar com a senhora fátima lopes?
- sim sim, é a própria.
- a apresentadora ou a estilista?
- a apresentadora.
- óptimo. fátima, daqui falam os anos 90. gostávamos de ter o seu corte de cabelo de volta por favor.

5 de março de 2008

>> missionário

numa ronda pela blogosfera, constatei que nos blogues onde figuro na lista de favoritos estou sempre por cima da lady oh my dog.

sendo ela uma 'mulher dada ao tutti-frutti', tenho para mim que a blogosfera é minha amiga.

4 de março de 2008

>> how many summers will i wait


the do - 'on my shoulders' [2008]

3 de março de 2008

>> o pito dourado

o pinto da costa tem uma gravata nova, oferecida pela mulher. custou 250 euros.

... a mulher, não a gravata.

28 de fevereiro de 2008

>> making momma so proud

ainda nem sequer está nas lojas, e já tenho a certeza que vai ser um dos discos do ano.

já aqui falei sobre estes rapazes. são os MGMT e o álbum 'oracular spectacular' chega a portugal no dia 10 de março. esta é a quinta faixa, 'kids'.



relativamente ao post anterior... acho que o pior já passou. agora vão para dentro que está fresquinho.

26 de fevereiro de 2008

>> mania das grandezas

toda a gente tem dias maus... eu tenho semanas.

e esta música que não me sai da cabeça desde ontem. is it the 90's coming back?

manic street preachers - 'motorcycle emptiness' [1992]

22 de fevereiro de 2008

>> amén

eu já aqui escrevi uma vez sobre a minha relação com a religião. até podia ser politicamente correcto e dizer que compreendo a diversidade de religiões e os conflitos que podem ser gerados e bla bla bla...

podia, pois podia. mas na verdade, o que eu penso mesmo é que quem é fanático pode muito bem ir para a pêga que o pariu.

no entanto, ontem descobri uma religião que me fez ver a luz. já devem estar a pensar que eu aderi a algum culto que adora os radiohead, a scarlett johanson ou algo do género. mas não, esta é uma religião que tem como deus... o NENO!

para quem não sabe quem é o neno, eu explico. este senhor é um ex-guarda-redes de futebol do benfica e do vitória de guimarães, que quando terminou a carreira gravou um disco num registo cuja semelhança com o julio iglesias não é pura coincidência.

pois bem, esta seita auto-intitula-se como 'os devotos de neno'. reza a lenda que um dia, um grupo de amigos assistia no estádio da luz a um clássico benfica-sporting em que o deus/guarda-redes neno fez uma exibição divinal, até que um deles exclamou: 'este neno é um deus!'. e pronto, daqui à formação de uma religião foi um passo.

este grupo conta os anos a partir do nascimento de neno, e todos os anos comemoram o seu aniversário a 28 de janeiro... o nenatal. portanto, para estes fiéis nós estamos no ano 46 d.N.

não acreditam? então vejam o cartaz...

no nenatal, os devotos reúnem-se em fátima, fazem um nenépio, comem bolo-neno e entoam cânticos alusivos ao deus neno, dos quais eu destaco um que relata o dia em que neno ficou com o maxilar preso nas redes da baliza, e sobreviveu!

quem quiser mais informações, pode ir até ao blogue http://devotosdeneno.blogspot.com/ e ver com os seus próprios olhos este fenómeno. ou então pode clicar neste link, e ouvir com os seus próprios ouvidos a reportagem da rádio comercial.

e pronto meus irmãos, esta semana é tudo. um bom fim-de-semana para todos, e agasalhem-se à noite... que está fresquinho.

amén.

18 de fevereiro de 2008

>> and isn't it ironic

no domingo, a rtp estreou o talk-show 'depois do adeus' com a apresentação de maria elisa. o objectivo do programa é - de acordo com o site da rtp - recuperar factos que fizeram história no nosso país, como a 'expo 98', o 'euro 2004' e também algumas tragédias como a queda da ponte de entre-os-rios.

o tema do primeiro programa foi 'as cheias de 1967'. na mesma noite, caiu um verdadeiro dilúvio em portugal que provocou mortes, danos materiais e prejuízos ainda não calculados.

pelo sim pelo não, se fizerem um programa sobre o terramoto de 1755, vou passar a noite debaixo da ombreira da porta.

já agora, obrigado a todos pelas mensagens de parabéns. é sempre agradável fazer anos num dia em que a chuva era tanta que eu podia jurar que vi a arca de noé a descer a minha rua.

pensando bem, se calhar eram os camiões do circo chen.

17 de fevereiro de 2008

>> 17.02.82

diz que há 26 anos a shô dona helena dava à luz a coisa mái'linda...


... eu.

15 de fevereiro de 2008

>> million dollar lips

para quem não os viu no santiago alquimista (e nem sabem o que perderam), hoje têm a oportunidade de assistir a mais um concerto. desta vez é no music box, por volta da meia-noite.

sim, são meus amigos. mas mesmo que não fossem eu ia ver na mesma. aqui fica uma pequena amostra do som deles...


million dollar lips - single round [promo video]

bom fim-de-semana para todos, e agaselhem-se que está fresquinho.

>> são valentoino

ela - fofinho, estou ansiosa por saber qual foi o restaurante que escolheste para irmos jantar neste dia tão especial. aposto que é aquele com as maiores rosas e os maiores corações!

ele - fofinha, escolhi aquele com a maior televisão. hoje dá o benfica para a uefa.

(mais tarde... na cama)

ela (a pensar) - felizmente o benfica ganhou, assim não recebi nódoas negras como prenda de dia dos namorados.

ele (a pensar) - põe-te de quatro e chama-me makukula.

13 de fevereiro de 2008

>> elementar meu caro watson

fui pela primeira vez ao ginásio. mediram-me, pesaram-me, calcularam-me a tensão e fizeram-me testes físicos. no fim, o instrutor disse-me:

- até não está mal, mas precisa de melhorar a resistência e perder um pouco de peso.
- a sério sherlock?! e eu que me inscrevi num ginásio para aprender a fazer origamis com os pés e comer lâmpadas sem ter hemorragias no estômago...

12 de fevereiro de 2008

>> let's get physical

que rufem os tambores, que toque a fanfarra, que rebentem foguetes! fan faran fan fan fan faaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaan...

sim, confirma-se. eu, andré penim, inscrevi-me num ginásio! é verdade, enchi-me de coragem (e paciência) e lá fui eu todo lampeiro para um desses antros de saúde.

começou bem, a jovem que me atendeu era simpática e roliça. depois de eu lhe fazer as perguntas típicas como o preço da mensalidade, a quantidade de vezes que posso ir por semana, as actividades que posso fazer, se ela é adepta da badalhoquice sexual, e coisas desse género... lá fomos nós, rumo a uma visita guiada.

- este é um dos balneários para homens. pode entrar para ver, eu espero por si.
- com certeza.
...
- então, que tal?
- nada de novo... cacifos, bancos, duches, 5 ou 6 pilas, o normal.

depois disto, ela já não insistiu para que eu visse o outro balneário, e a visita guiada prosseguiu. a piscina, as passadeiras, as bicicletas, bla bla bla... vamos lá fazer a inscrição.

numa salinha tipo interrogatório da PJ, puseram-me em frente a um senhor igual ao luis pereira de sousa. há quem diga que qualquer pessoa com pouco cabelo e bigode farto é parecido com o luis pereira de sousa. mas eu até sou um gajo exigente no que concerne a pessoas semelhantes ao luis pereira de sousa, e digo-vos: aquele senhor era igual ao luis pereira de sousa. não sou nenhuma autoridade no que diz respeito à identificação de sósias do luis pereira de sousa. mas há várias coisas em que sou bom, e uma delas, é detectar indivíduos iguais ao luis pereira de sousa no meio de uma multidão de pessoas parecidas com o luis pereira de sousa.

enfim, o senhor igual ao luis pereira de sousa apontou os meus dados pessoais, e sem aviso prévio... zás! uma foto para o cartão.

ainda zonzo do flash, passei pela recepção, apresentei o cartão, fiz o pagamento e despedi-me da simpática e roliça moçoila que ria compulsivamente. e reparem, eu não disse que ela sorria com aquele ar de 'cá-te-espero-amanhã-para-te-fazer-um-exame-à-genitália-e-partir-para-a-badalhoquice-sexual'. ela ria, e ria compulsivamente, da foto no meu cartão... com os olhos fechados.

8 de fevereiro de 2008

>> limahl

o fim-de-semana está aí, e adivinha-se calminho. vou ver amigos e família, antes que seja deserdado.

entretanto, deixo-vos com um momento revivalista...


limahl - 'the neverending story' [1984]

podia estar horas aqui a escrever sobre o corte de cabelo do senhor, os olhinhos que ele faz para o espectador e a forma intensa como ele interpreta a canção. mas não, viro as atenções para elementos do filme em si, que marcou a minha infância.

'a boy who needs a friend finds a world that needs a hero in a land beyond imagination!'... esta era a tagline do filme, e só eu sei o quanto eu desejei ser o pequeno bastian e viver todas aquelas aventuras. também me lembro de querer ter um falkor só para mim. não precisava ser tão grande, mas tinha que voar, falar, ser branco e peludo. para terminar, recordo-me que vi este filme em vhs até à exaustão, e que chorei sempre que nem uma madalena na cena em que o cavalo se afoga no pântano.

já agora... e aquele cabelo tipo manjerico loiro com as patilhas pretas? ahahah

bom fim-de-semana, divirtam-se e agasalhem-se à noite... que está fresquinho!

7 de fevereiro de 2008

>> buéréré

hoje descobri que a personalidade mais procurada pelos portugueses na internet em 2007 foi a ana malhoa.

é bom saber estas coisas. faz-me pensar que o facto de hoje ser dia 8 e ainda não ter pago a renda não é assim tão mau.

seguindo esta linha de raciocínio... em março quero descobrir que os mini-malucos do riso são o programa mais visto em portugal, em abril quero saber que é obrigatório usar os coletes reflectores nos assentos dos carros e em maio quero constatar que existe uma lei que impõe aplaudir nas aterragens dos aviões. boa?

6 de fevereiro de 2008

>> ópera do malandro

numa altura em que muitos ressacam de um carnaval pleno de samba, eu inclino-me para a música brasileira que me preenche verdadeiramente.


chico buarque & zizi possi - 'pedaço de mim' [1978]

ouvi num destes últimos dias alguém dizer que 'nós (portugueses) importámos o carnaval brasileiro porque cá só temos música triste'. caso essa pessoa tenha por hábito visitar este blogue, fica o esclarecimento de que nem portugal é só fado, nem o brasil é só samba.

5 de fevereiro de 2008

>> scent of a woman

no início do ano, entrou em vigor a tão debatida lei do tabaco. um mês volvido, a grande maioria das pessoas diz que é um alívio poder estar num restaurante sem inalar o fumo alheio, e que é maravilhoso poder chegar a casa depois de uma noitada e não ter a roupa a cheirar a tabaco.

sim senhor, concordo e isto é tudo muito bonito. no entanto, tenho algo a apontar.

esta nova lei tem despertado o jean-baptiste grenouille que há em mim. para quem não viu o filme 'perfume', este é apenas um nome francês amaricado. para quem viu o filme, sabe que o monsieur grenouille possuia um olfacto mais apurado que o comum dos mortais... e um nome amaricado também.

mariquices aparte, a verdade é que na ausência de fumo em espaços nocturnos, surge uma nova panóplia de odores que se destacam no meio da multidão. onde outrora não se distinguia uma suave fragância de uma fedorenta bufa, agora é possível fazer essa distinção.

a lei é boa, na medida em que me apercebo que aquela jovem roliça a dançar ao meu lado usa um perfume mais activo que vinagre, ou que aquele moçoilo a pedir uma bebida ao balcão devia ter lavado melhor a sovaquência. a lei é má, na medida em que dou por mim a torcer o nariz com mais frequência que a amy winehouse... por razões diferentes, claro está.

o mais preocupante, é que para além desta nova lei revelar o meu lado jean-baptiste grenouille, desperta também a carolina salgado que há em mim. dou por mim com vontade de acender um cigarro só para disfarçar os odores largados pelos joões nunos pintos da costa que há por aí... e para salvaguardar a saúde das minhas fossas nasais.

1 de fevereiro de 2008

>> oracular spectacular

até posso estar atrasado para requisitar o 1º prémio do euromilhões, mas se estiver a dar uma música que eu gosto na rádio... só desligo o carro quando ela acabar.

quem me conhece, sabe que é frequentemente sair da minha boca a seguinte frase: 'ouve bem esta faixa, estou viciado nisto!'

pois bem... ouçam bem esta faixa, estou viciado nisto!


mgmt - 'time to pretend' [oracular spectacular, 2008]

não só esta faixa, como o álbum todo. palpita-me que ainda vamos ouvir falar muito destes rapazitos.

para finalizar, dedico este post ao rádio do meu carro, que depois de 3 (longos e tortuosos) dias sem funcionar, resolveu hoje ressuscitar ao som de patrick watson. agora sim, um bom fim-de-semana para todos, bom carnaval, e agaselhem-se... que está fresquinho.