18 de novembro de 2008

>> 18 de novembro de 2008, 19h48

saio de paço de arcos, mais cansado que nunca. as olheiras revelam mais que um simples dia mau, e já nem a desculpa 'odeio as segundas-feiras' resulta. hoje é terça.

com o carro em piloto automático, misturo nos olhos as cores desfocadas de faróis e enfeites, enquanto um único pensamento monopoliza tudo o que se passa na minha cabeça: isto não devia ser assim.

ao entrar na marginal, encosto-me à faixa da direita e deixo-me ir. no rádio, ouço umas palavras perdidas, e por fim... uma música familiar...

Hallelujah - Jeff Buckley

... e de repente, sei que tudo vai melhorar.

13 comentários:

joana f. disse...

Claro que vai! ;)

(se bem que com uma Cátia dessas não deves conseguir grande conforto!) :p

Lady Oh my Dog! disse...

:)

não há nada como pensar que amanhã já é quarta-feira.

gambozino disse...

essa música dá safanões à alma de quem a ouve... oiço-a e compreendo.

illatonero disse...

Conhecia era a versão do Leonard Cohen. Foi um dos momentos altos do concerto.

Ruca! disse...

capitão, isso é uma canção maior que a vida. mas sabes que não nada como o original do pai leonardo.

abraço.

crème fraîche disse...

now THAT'S a song.

misskitsch disse...

Vir pela marginal em dias destes (tem estado um verão fresquinho, fresquinho) já dá para uma pessoa animar.


E essa música... enfim, está tudo dito!


*

Cindy disse...

Adoro esta música, aliás adoro Jeff Buckley... pena já ter partido!

Ainda bem que uma simples música nos faz mudar a nossa maneira de estar!

Até breve!

Ca Delicious disse...

Quem me dera ter o teu optimismo... HOJE!

R.L. disse...

aah, era de mim, ou eu n via a possibilidade de se comentar?

como na musica de sigur ros... qq coisa do tipo "o melhor q deus criou... um novo dia" *

Akra Barbarion disse...

«I will
lay me down
in a bunker
underground»

Há dias assim, mas, felizmente, tudo vai melhorar.

Melhora sempre.

O melhor post de chocolate do mundo! disse...

Percebo-te lindamente. Não há outra música no mundo que nos faça acreditar tanto que vai ficar tudo bem como esta. Não tanto. Não tão bem. Não com o peito cheio desta maneira.

É que com esta música o dia não recomeça - pelo menos não é assim que a sinto. Mas a música toca e o dia está imediatamente pronto para acabar.

(Sobretudo na marginal.)

Inês disse...

Essa música faz com que o pior dos dias tenha qualquer coisa de bom :)