12 de novembro de 2008

>> takk

o que há de melhor num concerto de sigur rós... é conseguires sentir-te sozinho, mesmo estando entre milhares de pessoas.

apesar de se pronunciarem numa língua que desconheço, eu sei que eles estavam a cantar para mim.

e para ti. e para ti. e para ti...

12 comentários:

me disse...

Espero que tenha sido pelo menos tão bom como aquele a que eu assisti. Beijos.

illatonero disse...

Não podia concordar mais... além disso, acho o trabalho deles mágico!

Darcy disse...

Foi bonito. Mesmo.




(estou é com um pouquinho de tosse porque àparte da musica Islandesa, o frio também lá estava a marcar a sua presença.)

inversiva disse...

nunca vi sigur rós. e agora deve vir alguém por trás de mim e dar-me uma machadada.

R.L. disse...

também nunca vi, outra machadada. mas não consigo nao chorar a ouvir a viorar vel til loftarasa. mesmo antes de ir ver a traduçao, sabia q era aquilo q eles estavam a dizer...

RMP disse...

Iniciei um processo de auto-flagelação por não ter ido a esse concerto. Deve ter sido pouco bom deve.

illatonero disse...

ah, e outra coisa. Adoro os vodeos deles, completam-se - as músicas e respectivos vídeos.
São geniais, dos melhores que já vi.
Preferidas?
A primeira de todas q ouvi, no caso até vi, na MTV, e me apaixonei logo, tanto pela música, como pelo vídeo: Svefn-g-englar.
Depois Glósóli e também Saeglópur.

Obrigado pelo comentário. Não conhecia, e acertaste em cheio. Não podia ser mais indicada, infelizmente.

R.L. disse...

será? correntes de ar, para quê? quero saber da teoria.

R.L. disse...

antes rajada de vento, n há tempo para arrependimentos e puff, n ha volta a dar.
até la vou calafetar umas janelinhas.

tenho medo de espreitar pela janela (cá para dentro) e ver q está escuro e frio! *

stranger disse...

... e para mim!

E é conseguir fechar os olhos, no meu de tanta gente, e sentir a musica!!!

Ruca! disse...

nao vi.
mas parece que as letras deles sao feitas a pensar na fonética das palavras, pelo que nem um islandês percebe um boi do que eles dizem.

abraço capitão.

Ca Delicious disse...

Onde há luz, há sombra!