10 de abril de 2008

>> a última lição da professora

aos 94 anos, foi internada com um enfarte. contra todas as previsões acordou no dia seguinte e declamou para os filhos e netos um poema sobre a vida e a morte. de seguida exigiu que não lhe vestissem de preto no seu funeral, e por fim perguntou o que tinha acontecido no episódio do dia anterior da novela.

no dia seguinte sofreu o segundo enfarte. contrariando e desafiando ainda mais as probabilidades, voltou a acordar e cantou para os filhos e netos 'oh tempo volta pra trás'. por fim, pediu que toda a família fosse visitá-la.

na quinta-feira despedi-me dela pela última vez. dei-lhe um beijo, agarrei-lhe na mão, aguentei as lágrimas e falei-lhe de todos os netos enquanto lhe dizia para não me responder, para não se cansar. teimosa como sempre interrompeu-me e disse:

'vocês saiem todos à avó, são todos lindos. eu quando era nova tinha de fugir dos rapazes, uma mão-cheia deles!'

as lágrimas escorreram-me a face.

não queria que me visses a chorar, juro que não queria avó.

quando já dormias, voltei ao quarto e dei-te o último beijo.

passaste uma vida a ensinar, e na hora da morte lutaste até ao fim. esta foi a tua última lição.


adeus 'Vó.

17 comentários:

Amet disse...

lamento.

seni disse...

Fizeste-me chorar também. Sinto bastante o que te aconteceu. Um abraço forte.
Força.

Maga disse...

força kistch, aprende e orgulha-te desta lição. e nunca esqueças que por mais que doa, a morte é a única certeza na vida

Rato do Campo disse...

:( Abraço forte

paperdoll disse...

já me deixaste a chorar, bolas. força*

Mikael disse...

Há pessoas que têm uma garra impressionante. Uma força de vida que permanece muito para além desse adeus.

Abraço e força...

me disse...

Custa a levantar os olhos do chão, custa ouvir todas as palavras que chegam até nós, custa libertar a mente das últimas imagens ... e a mim ainda me custa ter discursos positivos para as pessoas que deles precisam.

Custa ... mas vais conseguir (lentamente) tirar os olhos do chão e caminhar em frente!

***

sofia disse...

nunca ha palavras..fica um grande abraço

Lux Lisbon disse...

os meus sentimentos baby! Um beijinho muito grande

miss gija disse...

xi-<3

ni disse...

Das coisas mais bonitas que li nos últimos tempos, senão a mais bonita.
Escusado será dizer que já me puseste a chorar, mas isso também não é difícil.
Passei por isso há 3 semanas.......

* da ni para o nim

celocas disse...

Combate a saudade com todas essas lições de vida! Sempre que a ausência for mais evidente pensa nas canções, nos poemas, nas atitudes da avó que influenciou a tua beleza. Tenta compensar os vazios com os sorrisos (mesmos que timidos) provocados pelas magnificas histórias que A vão manter sempre viva!

um beijo muito grande!

Paula disse...

Lamento muito a perda da tua avó. Infelizmente, já passei pela perda das minhas duas avós e não é fácil.
Força e muitos beijinhos!

LaLuna disse...

Li num livro (e bem sei k não amenizará a tua dor...) k o "jardineiro da vida" vem colher primeiro as flores mais bonitas...

Lamento*

jovem marketeer disse...

um abraço companheiro

particula-RG disse...

Ainda bem que consegues escrever este texto.
"Um dia..." não sei se vou ser capaz.

Ruca! disse...

conseguiste comover-me, a sério. muito sentido este texto.
no fundo, uma bela homenagem que lhe fizeste.
tb já perdi as minhas avós ( 'avô' foi coisa que nunca chamei a ninguém) e sei o que custa, principalmente por ver as marcas que deixa nas pessoas que cá ficam, nomeadamente nos filhos.
os meus pêsames a ti e a tda a tua familia.

um abraço mais forte que o costume.