11 de outubro de 2007

>> rush hour

sabem que nome se dá a uma erecção num transporte público?... hora de ponta!

como já devem ter reparado, esta é a primeira sequela do 'post' de dia 8 de outubro, sendo o tema de hoje 'a erecção no transporte público'. e perguntam-me vocês… ‘num transporte público?! mas o que é que isso tem de excitante?!’. a resposta é simples… nada.

maaaaaaaaaaas, existe uma razão para que tal fenómeno se dê. uma viagem num transporte público (português) é, regra geral, atribulada. ou seja, é o mesmo que andar de avião numa recta cheia de poços de ar. ora bem, toda esta parafernália de movimentos bruscos, faz com que um senhor sentado sofra vários impactos na zona da próstata, resultando no chamado tesão injustificado.

este argumento pode ser - muito provavelmente – uma real tanga. mas pelo menos é uma tanga boa para se contar. eu conto-a com regularidade, e a taxa de credibilidade até é alta. mas voltando à erecção (salvo seja), quando esta surge num transporte público, existem muitos obstáculos para ultrapassar.

pela razão acima mencionada, a erecção surge quase sempre quando o homem está sentado. e sendo essa posição bastante (!) desconfortável devido ao chamado ‘aprisionamento do zézito’, o passo mais natural a dar a seguir é levantar-se. e é aqui que tudo se complica.

o melhor a fazer é tapar o mastro com uma mochila, computador portátil, saco de compras, ou qualquer coisa opaca. caso não o faça, o homem corre o sério risco de cegar a pessoa que estiver sentada no lugar em frente. e isso não é bom.

e quando não há nada para tapar? pois… aí é que a porca torce o rabo. ou melhor, não torce nada… fica ali, hirto e firme como uma barra de ferro. e de ladecos!

mas, mais uma vez, a solução existe! o homem deve levantar-se lentamente da cadeira, e a meio da subida pôr a mão no bolso do lado para o qual o zézito pende. fácil e eficaz! para os que não têm bolsos… meus amigos, mantenham-se sentados e pensem num filme qualquer do manoel de oliveira. deve resultar.

e pronto, já sabem meninas. um senhor num transporte público com uma mão no bolso... é de desconfiar. em futuros posts abordarei a ‘erecção no ginásio’, e a ‘erecção na praia’. fiquem atentos!

9 comentários:

Maria disse...

ó xô tôr!
mas ixo tem cura???

Darcy disse...

Olha que bom.

miss gija disse...

olha acho que ja consegui tirar as letras manhosas...quanto ha erecção, nao sei, amanhem-se...nós, gaijas estamos cá é para elas não desaparecerem...por isso.


(p.s. aii q a menina gija foi tão porca)

Sevilhano disse...

É o chamado "bilhar de bolso". Bilhar! Não snooker, pois isso já é outra histório.

Muito bom! Gostei.

Rita disse...

Já podes escrever um livro =P

dezperado disse...

Pah tu és o maior a contar histórias... loool

Abraço

Maga disse...

então é por isso que os senhores se levantam? não é só pela gentileza de nos ceder o lugar? bolas!

continuas a ter mais comentários de gajas, não é? não te parece que esse tema nos interessa mais a nós? ou será que o teu target era outro... hum, não me parece.

Alminhas disse...

Eu só posso dar um conselho:

"Não andem de transportes públicos e de fato treino com boxers largos ao mesmo tempo!"

É tipo "Se conduzir não beba". É exactamente o mesmo. Especialmente porque o fato treino e os boxers largos não oferecem resistência alguma à ferocidade do zézito, especialmente motivado pela trepidação. E de caderno numa mão e outra num varão do transporte, só há uma coisa à banda. E isso pode cegar!

Leila* disse...

Acho que hoje assisti a um desses episódios no metro.. quando uma senhora que trajava um vestido pele de leopardo acima do joelho, salto de 15 cm e kizomba no mp3 se sentou ao lado de um senhor com uma certa idade... acho que só lhe valeu o casaco que levava ao colo, ou quem sabe não ter tomado o comprimidinho azul na última semana :P Vou acompanhar as cenas do próximo capítulo!!